Fórum participa de visita ampliada ao Centro de Referência da Juventude de Belo Horizonte

O Fórum das Juventudes participou, na última sexta-feira, 22 de maio, de uma visita ampliada ao Centro de Referência da Juventude (CRJ) de Belo Horizonte. Promovida pela Gerência do CRJ, a atividade teve por objetivo apresentar as instalações do Centro a mais de 20 autoridades do poder público e representantes de grupos juvenis, além de publicizar os próximos passos planejados para o equipamento, cujas obras foram concluídas em dezembro do ano passado. A visita contou, entre outros, com a participação do Secretário Nacional de Juventude, Gabriel Medina; do Secretário de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania, Nilmário Miranda; do Subsecretário de Estado de Juventude, Miguel Ângelo, da Subsecretária de Políticas para as Mulheres, Áurea Carolina, e do Coordenador Municipal de Juventude de Belo Horizonte, Marcelo Silvério.

A visita contou com a presença de representantes da PBH e do Governo Estadual.

A visita contou com a presença de representantes da PBH e do governo estadual.

O Centro de Referência da Juventude está localizado na Praça da Estação, no mesmo espaço que antes abrigava o Centro de Referência à População de Rua (CREAS POP)/Programa Miguilim, e tem como proposta acolher atividades de cultura, lazer, esporte, educação profissional, entre outras, ligadas especificamente à população de 15 a 29 anos. Com uma área total de aproximadamente 5.000 m², o espaço conta com 12 diferentes espaços, incluindo um auditório, uma sala reservada aos conselhos estadual e municipal de juventude, um estúdio de música, um ambiente de leitura, uma cozinha experimental e um teatro de arena com capacidade para 500 pessoas. A entrada principal do CRJ será na parte lateral do prédio, de frente à Praça da Estação. Segundo a gerência do Centro, já há aproximadamente R$1,2 mi disponíveis para a compra dos mobiliários e equipamentos iniciais do espaço, valor que havia sido empenhado ainda em 2014 pelo Governo de Minas.

Em destaque, o teatro de arena coberto, com capacidade para 500 pessoas.

O teatro de arena, coberto, possui capacidade para 500 pessoas. O espaço do CRJ compreende 5.000 m².

A construção do CRJ é resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Belo Horizonte e a então Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude. Após uma reorganização das pastas em 2013, a Subsecretaria de Juventude foi desligada da Secretaria de Esportes, passando a ter vínculo com a Secretaria de Governo. Após a reforma administrativa aprovada em março de 2015, o órgão migrou para a SEDPAC. A construção de um centro de referência da juventude é uma demanda antiga de movimentos e grupos juvenis de Belo Horizonte e consta no documento final de propostas da I Conferência Municipal de Juventude de BH, realizada em 2006.

Ocupar é desafio

Questionado pelo Fórum das Juventudes sobre quais seriam os próximos passos envolvidos no funcionamento do espaço, o representante da Gerência do CRJ, Gustavo Dias, informou que o funcionamento do Centro acontecerá por etapas, sendo que a primeira delas será a inauguração do atendimento externo a jovens para encaminhamentos e serviços diversos – uma espécie de BH Resolve voltado à juventude. Alguns projetos da PBH relacionados à juventude também serão deslocados para o espaço. Em um segundo momento, para o qual ainda não há prazo definido, o Centro será “aberto para a ocupação da sociedade civil”, afirmou Gustavo.

Sobre a gestão do equipamento, o que é para o Fórum das Juventudes um dos elementos mais importantes do CRJ, Nilmário Miranda prometeu: “já conversamos com a Prefeitura de BH e acertamos algumas questões que haviam ficado mal resolvidas no início do projeto e durante a construção do CRJ. Está claro que a gerência do espaço será da Prefeitura de Belo Horizonte, mas a função social desse Centro será construída coletivamente, em conjunto com os três entes da federação”. A ideia é que o Conselho Municipal de Juventude (COMJUVE), cujos representantes acompanharam a visita ampliada, seja um dos grupos envolvido na gestão do Centro.

O representante da Gerência do CRJ, Gustavo Dias, realiza a apresentação do equipamento.

O representante da Gerência do CRJ, Gustavo Dias, conduziu a apresentação do equipamento.

O coordenador de Juventude da PBH, Marcelo Silvério, afirmou que é um desejo da Coordenadoria promover no CRJ a V Conferência Municipal de Juventude, prevista para os dias 7 e 8 de agosto (saiba mais aqui).

Inauguração de fachada

Em 15 de dezembro do ano passado, uma cerimônia conduzida a portas fechadas no CRJ realizou uma “inauguração prévia” do Centro, com a presença de autoridades ligadas ao poder público municipal e estadual e a afixação de uma placa comemorativa no espaço. Segundo publicou o então subsecretário de estado da Juventude em sua página na internet, Gabriel Azevedo, o objetivo do encontro era repassar a responsabilidade do Centro à Prefeitura de Belo Horizonte. Clique aqui para saber mais.

Durante a visita ampliada ao CRJ na última sexta-feira, a gerência do Centro destacou que o evento foi equivocado e que o espaço ainda será inaugurado em um evento aberto à população. A placa comemorativa já havia sido retirada do espaço.

A novela do CRJ

Desde o anúncio do projeto, realizado em agosto de 2011 durante almoço a portas fechadas conduzido pelo prefeito Márcio Lacerda, o Fórum das Juventudes protagonizou importantes episódios de embate com o poder público municipal. As principais críticas a esse processo se baseavam na ausência de uma participação social efetiva e de um projeto conceitual que oriente a construção desse equipamento público, além de uma total falta de clareza em relação aos papeis dos governos estadual e municipal na construção e gestão do Centro. Entenda o caso.

Lançamento da Conferência Estadual

Nesse mesmo dia, o Fórum participou também do lançamento da Conferência Estadual de Juventude, que aconteceu na sede da Fundação Nacional de Artes (Funarte). Com o slogan “Construindo as Minas das Juventudes Gerais”, a quarta edição da conferência contou com a participação de diversos representantes do poder público em níveis municipal, estadual e federal. O evento foi conduzido pelo rapper Russo APR, parceiro de longa data do Fórum.

A abertura contou com a participação do grupo de teatro do Programa Fica Vivo! no bairro Ribeiro de Abreu, cujo mote foi a redução da maioridade penal. Da mesa do evento, participaram autoridades como o secretário de Estado Desenvolvimento Social, André Quintão; o vice presidente do Conselho Nacional de Juventude, Daniel Souza; do deputado federal Reginaldo Lopes, que está conduzindo na Câmara Federal uma CPI para investigar o genocídio da população negra; além dos já mencionados Nilmário Miranda e Gabriel Medina, que também compareceram à visita ampliada ao CRJ.

Participantes da oficina de teatro do Fica Vivo! Ribeiro de Abreu apresentam esquete sobre redução da maioridade penal

Participantes da oficina de teatro do Fica Vivo! Ribeiro de Abreu apresentam esquete sobre redução da maioridade penal

A 4ª Conferência Estadual de Juventude será realizada entre 22 e 25 de outubro, em Belo Horizonte. Acesse mais informações aqui.