Alegria, alegria: lançamento da plataforma política Juventudes contra Violência

Salve, salve!

Após meses de trabalho árduo e gratificante, vamos lançar nossa Plataforma Política Juventudes contra Violência! É com muita alegria que convidamos jovens, ativistas, educadorxs, pesquisadorxs, candidatxs e demais interessadxs para participarem do lançamento e aderirem à iniciativa! Anote aí: é dia 12 de agosto (terça-feira), a partir das 18h, no Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais [Avenida Álvares Cabral, 400, Centro – BH]. A entrada é livre, sujeita apenas à lotação do espaço.

Fruto de um intenso processo colaborativo entre grupos, movimentos e organizações com atuação no campo das juventudes e dos direitos humanos, a plataforma política Juventudes contra Violência estabelece 10 pautas prioritárias para que a sociedade civil e os governos possam se comprometer com o enfrentamento às violações de direitos sofridas pela população jovem. São propostas que buscam assegurar o desenvolvimento integral dos/as mais de 52 milhões de jovens brasileiros/as com dignidade e cidadania. Acesso à Justiça, Enfrentamento ao Genocídio da Juventude Negra e Novo Modelo de Política sobre Drogas são alguns desses eixos programáticos.

Por meio de ações descentralizadas de comunicação, mobilização e incidência política, a proposta é pautar o enfrentamento à violência contra as juventudes junto a candidatos e candidatas às assembleias legislativas, à Câmara dos Deputados, ao Senado e aos governos estaduais e federal. Além disso, espera-se que a plataforma estimule o debate público em torno do tema e subsidie processos formativos com grupos juvenis. A plataforma política Juventudes contra Violência vai contar com um espaço de referência na internet, disponível a partir do dia 12 de agosto.

A iniciativa integra os esforços da campanha Juventudes contra Violência, promovida pelo Fórum das Juventudes da Grande BH, e conta com a parceria de diferentes grupos, movimentos e coletivos juvenis de Minas Gerais e de outros estados. Durante o lançamento, sociedade civil e candidatxs serão convidadxs a aderirem à plataforma e apoiarem a luta pela defesa e garantia dos direitos juvenis no Brasil.

foto para site