Adolescentes de centros de internação contam suas próprias histórias em oficina de cinema e direitos humanos

IMG_0018
Direito à comunicação foi o tema orientador da terceira sessão da Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul, realizada nos últimos dias 11 e 13 de março em dois centros de internação socioeducativos masculinos de BH e Região Metropolitana. As atividades aconteceram após a exibição do documentário “Pelas Janelas”, que apresenta parte dos processos de formação em cinema, educação e direitos humanos com escolas públicas brasileiras a partir do projeto Inventar com a Diferença. Os encontros foram realizadas no centro Santa Clara, no bairro Capitão Eduardo, região Nordeste de Belo Horizonte, na quarta-feira (11/3); e no centro Justinópolis, em Ribeirão das Neves, na sexta-feira (13/3). A realização da Mostra nessas instituições é uma iniciativa do Círculo do Socioeducativo das Brigadas Populares, em parceria com o Fórum das Juventudes da Grande BH.

No centro Santa Clara, após a exibição do filme, os adolescentes discutiram sobre o direito à comunicação e produziram fotos e vídeos narrando histórias sobre suas tatuagens. Os/as participantes também formaram uma roda de samba com instrumentos como cavaquinho e tantã, tocados pelos próprios jovens.  Além dos adolescentes, também participaram da Mostra técnicos/as dos dois centros e integrantes do Círculo, do Fórum e educadores/as convidados.

???????????????????????????????

 

???????????????????????????????

Já no centro Justinópolis, a exibição do documentário foi acompanhada de discussões sobre a criminalização da periferia, que é reforçada, entre outros, pela veiculação de estereótipos preconceituosos sobre a juventude nos meios de comunicação. Os adolescentes, que cumprem medida de internação na unidade, também foram convidados a construir representações de si por meio de desenhos, colagens, fotografias e gravações em áudio. Nas produções, foram recorrentes os elementos associados ao consumo – como motos, relógio e dinheiro -, bem como críticas à corrupção e às condições de vida em vilas e favelas.O rap também esteve representado na maioria das peças.

???????????????????????????????

As exibições da Mostra acontecem desde a primeira semana de março e são acompanhadas de oficinas de produção midiática junto aos adolescentes, em diálogo com os temas apresentados pelos filmes. Ao final do processo, será realizado um encontro de confraternização entre adolescentes dos dois centros, com o objetivo de compartilhar experiências e apresentar os materiais produzidos durante as oficinas. Nas sessões anteriores, foram exibidos o filme A vizinhança do Tigre (2014), de Affonso Uchoa; e o filme Sophia (2013), de KennelRógis.

Projeto Democratizando

“Pelas Janelas” é um dos seis filmes que integram o kit do Projeto Democratizando, elaborado pela produção da 9ª Mostra Cinemas e Direitos Humanos no Hemisfério Sul, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Por meio desse edital, espaços comunitários em todo o país se inscreveram para receber o kit, que busca suscitar o debate sobre os Direitos Humanos em locais diferentes do circuito oficial de exibição da Mostra. A proposta do Círculo do Socioeducativo e do Fórum foi uma das contempladas pelo Projeto, que abriga mais de 970 pontos de exibição em todo o país entre os meses de janeiro e março.

Veja mais fotos em nosso álbum do Facebook.